Decreto autoriza o funcionamento de barbearias no período de combate ao coronavírus

Tempo de leitura: 3 minutos

Decreto do prefeito José Cherem autoriza o funcionamento de atividades de barbearia e de cabeleireiros durante o período de combate ao coronavírus

Unidade 2 – Ademir Rocha Barbearia

O prefeito José Cherem emitiu ontem (26/3), o decreto nº 15.349 que ALTERA o decreto 15.344, de 20/3, onde havia suspendido, em caráter temporário e por tempo indeterminado, diversas atividades econômicas, inclusive a nossa.

Neste novo decreto, fica revogada a restrição de funcionamento de alguns segmentos, entre eles, as “atividades de barbearia e cabeleireiros”.

No entanto, para que nosso segmento possa funcionar no período da crise, diversos cuidados se tornaram fatores-chave para que pudéssemos retornar.

Confira o trecho do decreto que normatiza o nosso funcionamento durante a crise do coronavírus:

“O funcionamento dos estabelecimentos de barbearia e cabeleireiros de que trata o inciso XIII, fica condicionado ao cumprimento das seguintes medidas:

I – manter em seu interior a quantidade máxima de 05 (cinco) pessoas por ambiente, observada a distanciação física mínima entre clientes de 2 (dois) metros, conforme recomendações das autoridades sanitárias;

II – designar horário para atendimento dos clientes, evitando a aglomeração de pessoas.

III – adotar rotinas de asseio e desinfecção no período de emergência, observadas as orientações das autoridades de saúde e sanitária;

IV – utilização de máscara pelos funcionários;

V – disponibilização de álcool em gel para higienização dos clientes.

Na prática, isso só reforça o nosso cuidado com a questão, sem que deixemos de tender os nossos clientes e assim eles possam manter sua aparência no estilo, o que contribui e muito para manter a autoestima às alturas para o enfrentamento do COVID-19.”

Cuidados continuam

Embora o isolamento social continue sendo extremamente importante, sabemos também que nossa vida não pode parar, por isso, devemos continuar com cuidados redobrados com as medidas de proteção ao COVID-19:

  • Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão, ou então higienize com álcool em gel 70%.
  • Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos.
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Ao tocar, lave sempre as mãos como já indicado.
  • Mantenha uma distância mínima de cerca de 2 metros de qualquer pessoa tossindo ou espirrando.
  • Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto.
  • Higienize com frequência o celular e os brinquedos das crianças.
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos.
  • Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados.
  • Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, e fique em casa até melhorar.
  • Durma bem e tenha uma alimentação saudável

O pânico não é solução

Fique atento às notícias e informações que recebe. Muitas fakenews estão circulando, causando pânico na população.

Os cuidados sugeridos são o meio mais eficaz de se prevenir, já que não existe, ainda, nenhuma vacina ou medicamento que possa matar o vírus. Portanto, cuidem-se e sigam às orientações dos órgãos de saúde.

O Ministério da Saúde realiza coletiva de imprensa todos os dias e nelas são divulgadas as informações oficiais sobre a doença no Brasil e no mundo.

Saiba mais, no site oficial do governo sobre o coronavírus:

saude.gov.br/coronavirus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *